Liberdade de expressão, atividade jornalística e desenvolvimento


Em relação à oportuna matéria divulgada no Jornal Nacional de 18 desse mês de Dezembro, que informa sobre os protestos contra mais um caso de desrespeito à liberdade de imprensa no Brasil, há que manifestar solidariedade aos jornalistas atingidos e reafirmar o repúdio à violação da atividade jornalística. De acordo com os protestos, devem defender que o sigilo da fonte garante a própria liberdade de imprensa e violar esse sigilo é inadmissível.

O jornalismo e os meios de comunicação, por via da atitude de compartilhamento, tendem naturalmente para uma vinculação com os direitos humanos e qualquer violação da atividade jornalística é no mínimo desastrosa. Desde o ponto de vista do desenvolvimento, a atividade jornalística situa-se na linha avançada do direito de saber que, por sua vez, é um requisito para a liberdade de pensamento e de consciência, assim como a liberdade de pensamento e a liberdade de expressão formam as condições necessárias para a liberdade de acesso à informação.

Leia a matéria completa teclando aqui.
***