Sociologia no Ensino Médio

Qual a diferença entre Sociologia e Antropologia?

Ambas fazem parte das áreas de conhecimento das Ciências Sociais, mas basicamente a Antropologia estuda as diferenças culturais, principalmente no que se refere aos costumes, à religião e à organização política. Já a Sociologia analisa as questões que envolvem o capitalismo, a alteração dos vínculos sociais, enfim, a modernidade ocidental.

Qual a importância da obrigatoriedade da disciplina de Sociologia no Ensino Médio?

A Sociologia entra no Ensino Médio em um momento em que a vida social se torna cada vez mais complexa. A disciplina possibilitará que os jovens tenham uma perspectiva nova sobre o mundo social em que vivem e, sobretudo, sobre sua condição neste mundo. Ou seja, pode ajudá-los a refletir de modo mais sofisticado sobre as relações afetivas, familiares e de trabalho na sociedade contemporânea.

Quais os desafios do ensino da Sociologia no Ensino Médio?

Alguns professores, infelizmente, podem tornar essa disciplina pouco atraente e afastar os jovens da compreensão do que é Sociologia. É preciso passar os conceitos, mas como uma ferramenta para o pensamento. O professor pode trazer elementos novos da realidade de cada turma e fazer com que seus alunos, por meio desses conceitos, ultrapassem o senso comum. Nenhum estudante pode sair de uma aula de Sociologia pensando como antes.

Como é o campo de trabalho do sociólogo?

Já trabalhávamos em faculdades e ONGs, mas, com a obrigatoriedade da disciplina de Sociologia no Ensino Médio, abre-se um enorme campo de trabalho para o magistério. Além disso, há um mercado bastante promissor no setor público. Contamos com sociólogos em empresas para diagnosticar o impacto de determinadas ações. Algumas empresas de propaganda e marketing já estão contratando sociólogos para pensar sobre questões culturais, mas ainda é pouco.

Como o conceito antropológico de cultura, que valoriza a diversidade, pode contribuir para a compreensão do homem contemporâneo, que experimenta níveis de integração e comunicação globais sem precedentes e uma ordem econômica mundial hegemônica?

Pensar o que é cultura, levar a diferentes experiências, ajuda a pensar. Com a globalização torna-se cada vez mais necessária a discussão do conceito de cultura e do etnocentrismo (pensar a partir da sua própria cultura menosprezando as demais). Hoje, o que era considerado “exótico” está lado a lado em uma sala de aula. As diferenças estão aí e é preciso saber lidar com elas e respeitar todas.

Em relação ao impacto desse processo de globalização sobre as culturas, os efeitos são positivos ou negativos?

A globalização traz efeitos perversos mas também efeitos positivos. Hoje nos deparamos com o esmagamento de algumas culturas e com um mercado de trabalho global onde concorremos com trabalhadores cuja mão de obra é mais barata. Por outro lado, se pensarmos na música, por exemplo, é só nos conectarmos que podemos ter acesso a canções africanas e conhecer novas culturas. Isso amplia nosso conhecimento. É preciso uma análise profunda da globalização para realmente poder avaliar seus efeitos positivos e  negativos.

Fonte: educacional
Leia também o verbete Sociologia da Wikipédia teclando aqui.

Senha para acessar a página “Ensino de Sociologia: Conteúdos e Habilidades”

Marcadores para o ensino de sociologia